sábado, 11 de fevereiro de 2017


CÂMARA DE VEREADORES REGISTRA O CENTENÁRIO DA HECATOMBE E O ENCONTRO ENTRE AS FAMÍLIAS DEIXA UMA NOVA PÁGINA NA HISTÓRIA. 

    No dia 08 de fevereiro de 2107, ás 16 horas, em Sessão Ordinária, no Plenário da Câmara de Vereadores de Garanhuns, atendendo a solicitação do vereador Audálio Ramos Machado Filho, a Presidente da Casa Raimundo de Morais, Vereadora Carla Patrícia, concedeu em sessão o registro dos trabalhos realizados pela Comissão do Memorial do Centenário da Hecatombe de Garanhuns de março de 2016 á 15 de janeiro de 2017. O professor e escritor Cláudio Gonçalves foi o escolhido pelos membros da Comissão para historiar as atividades que aconteceram no centenário da Hecatombe, estando presentes os membros da Comissão, Dr. Alba Regina de Medeiro Duarte, Bisneta do Major Sátiro Ivo, Professor e Escritor Antônio Vilela de Souza e a escritora Ivonete Batista Xavier. Para o prefeito Izaías Régis, vereadores e os demais presentes, o professor Cláudio Gonçalves ressaltou a importância da instalação da Comissão por parte do Poder Executivo, explanou sobre as exposições, as visitas às famílias, a mensagem de paz e exaltou os principais políticos personagens da Hecatombe, Coronel Manoel Antônio de Azevedo Jardim, duas vezes prefeito e seis mandatos consecutivos de deputado, Tenente-Coronel Francisco Veloso da Silveira, duas vezes prefeito, Coronel Argemiro Miranda, ex-prefeito, Tenente-coronel Júlio Brasileiro, ex-prefeito e deputado estadual, Capitão Júlio Miranda e Major Sátiro Ivo, comerciantes de destaque estadual. 
Da esquerda para direita: Dra. Alba Regina (Bisneta do Major Sátiro Ivo), Kátia Brasileiro (Bisneta do Coronel Júlio Brasileiro),  Dr. Luis Jardim (Sobrinho do coronel Manoel Jardim, Coronel Argemiro Miranda, Capitão Júlio Miranda e Tenente-Coronel Francisco Veloso)

O palestrante reverenciou a todos pelas ações políticas que contribuíram para o desenvolvimento econômico, político, cultural e social de Garanhuns, sem esquecer o Capitão Francisco Sales Vila Nova, que também contribuiu enormemente para sociedade Garanhuense. O professor destacou que as reverências da bandeira do município a meio mastro no dia 15 de janeiro, a caminhada da Paz, a placa afixada na Loja de Atendimento da Compesa, o culto e a missa, foram ações de reconhecimento das memórias que tinham que ser preservadas, pois esse centenário visou mostrar os valores e não a violência. Também lembrou o Cabo Cobrinha e os soldados mortos, e o Tenente Theophanes Torres que pacificou a cidade, após a tragédia. Um pouco antes dos comentários finais, chegou ao Plenário da Câmara, a bisneta do Tenente-Coronel Júlio Brasileiro, Kátia Brasileiro, que acabara de chegar do Recife com a sua irmã Karine Brasileiro. Kátia Brasileiro presenteou a Comissão com um quadro centenário das Vítimas da Hecatombe. 

   O vereador Daniel da Silva ao final da palestra fez o requerimento a Presidência do Poder Legislativo Municipal para a aprovação de um voto de aplauso ao professor Claúdio Gonçalves e demais membros da Comissão.

  Outro momento emocionante aconteceria pouco tempo depois, o encontro entre as famílias Ivo, Brasileiro e Jardim. Registro que celebra a harmonia e sempre será lembrado. Só Deus escreveria tão bela página cem anos depois. (Texto José Cláudio Gonçalves de Lima).

Nenhum comentário:

Postar um comentário